1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam. Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem. É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.
sexta-feira 28/01/11 11:57

Centralização do Enem é estímulo permanente à fraude

O presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE), Paulo Speller, propôs ao ministério da Educação que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seja regionalizado, com a participação das universidades federais na coordenação da prova. A simultaneidade do modelo em vigor tem sido o principal foco dos sucessivos problemas enfrentados pelo governo e o principal fator de desgaste do ministro Fernando Hadadd. Ele sugeriu a mudança à nova presidente do Inep, Malvina Tuttman, a quem disse que ...

Ler post
terça-feira 25/01/11 11:21

Demissão de Abramovay revela rigor seletivo do governo

O rigor aplicado ao ex-Secretário Nacional Antidrogas, Pedro Abramovay, a pretexto de quebra hierárquica, contrasta com a tolerância do governo para com outras personagens ministeriais de comportamento bem mais comprometedor. Abramovay manifestou uma opinião que, embora polêmica, é absolutamente pertinente ao cargo que ocupava. E que merece debate: afinal, não defendeu a absolvição do pequeno traficante, aquele que vende a droga para bancar o seu próprio consumo. Apenas defendeu penas alternativas, o que pode fazer sentido. O “avião”, como é conhecido esse traficante, ...

Ler post
terça-feira 18/01/11 18:09

21 Medidas Provisórias trancam a pauta legislativa no governo Dilma

Além de desatar com o PMDB as nomeações do segundo escalão, a presidente Dilma Rousseff terá pela frente na reabertura dos trabalhos do Congresso a tarefa de aprovar 21 medidas provisórias editadas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.  Não é fácil. Mesmo com toda a boa vontade dos aliados, a presidente terá de atravessar os primeiros 100 dias de governo restringindo sua atividade no Legislativo à aprovação dessas MPs. michel_temer_FabioMottaAE17012011.JPG 

Em ...

Ler post
sábado 15/01/11 21:00

Lei da Anistia é o limite da Comissão da Verdade

A apuração de fatos pretéritos na área dos direitos humanos parece ganhar um desenho harmônico no governo já perceptível nos primeiros dias de Dilma Rousseff.

A Comissão da Verdade  que o ex-Secretário de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, queria com poderes irrestritos terá como limite a Lei da Anistia.

Nem poderia ser diferente porque o Supremo Tribunal Federal assim já decidira ao considerar a anistia um pacto de reciprocidade.

O que não impede a apuração de fatos, a memória a que têm direito, entre outros, os familiares das vítimas da tortura e da guerrilha travada no país durante o regime militar.

Na semana que passou foi possível saber que a presidente Dilma Rousseff  já deu essa diretriz ao governo. A apuração da verdade não pode implicar a revogação da Lei de Anistia.

Para a presidente, o que for levantado não pode servir a punições formais e nem a retaliações políticas em nome da conciliação nacional.

É o mesmo discurso com que a nova Secretária dos Direitos Humanos, Maria do Rosário (PT-RS), assume o posto, como se pode conferir na esclarecedora entrevista dada ao jornalista Roldão Arruda que o Estadão publica na edição deste domingo.

Segundo Rosário, a ênfase a ser dada é à revelação da verdade, como sugere o nome da comissão.”Não se busca a punição” diz ela, porque a verdade trará a reconciliação nacional.

Na mesma entrevista ela trata de desmentir conflitos com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, em razão de supostas reações inamistosas de militares.

Rosário deixa claro que, estabelecidos tais pressupostos, a Comissão da verdade deixa de ser prioridade da sua Pasta, que se concentrará nas crianças e adolescentes vítimas de maus tratos e abandono pelas famílias e pelo Estado.

E confirma que essa diretriz é fixada pela presidente da República.

Faz sentido. O que ficou para trás merece reparação na forma de identificação de vítimas e algozes e ressarcimento quando for o caso.

Crianças e adolescentes dizem respeito ao presente e, principalmente, ao futuro. Não repara, tenta prevenir.

Ler post
sábado 15/01/11 20:00

Urânio para fins pacíficos é desafio que Dilma se impõe

É intenção da presidente Dilma Rousseff levar o Brasil ao estágio de enriquecimento de urânio. Quer limitá-lo à Eletronuclear e estimular as parcerias privadas apenas para a exploração. Ela sabe que o tema é sensível e que pisa em terreno minado, mas acha que o País tem uma das maiores reservas do mundo e não enriquece urânio nem para abastecer as usinas de Angra. Ela acha que o País tem credibilidade suficiente para que não se duvide de sua índole pacífica. Dilma não ...

Ler post
sábado 15/01/11 17:44

Acordo para presidência da Câmara mostra uma oposição consentida

A desistência do deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP) de disputar a presidência da Câmara, determinada pela constatação de que não reuniria os votos necessários a uma dissidência na base aliada, mostra também que a oposição está envolvida com a sua própria sobrevivência e distante de seu papel no processo político. Além de não conseguir o apoio do chamado “bloquinho”, formado por PDT, PSB e PC do B, Aldo não conseguiu reunir sequer a oposição em torno de seu nome. PSDB e ...

Ler post
domingo 09/01/11 23:57

Articulação nacional pela segurança deveria incluir a educação

É provável que esteja entre as preocupações do governo a questão da violência nas escolas públicas como sério obstáculo às iniciativas de melhoria da qualidade do ensino. Mas não se extrai essa conclusão das abordagens de autoridades da área. [caption id="" align="alignnone" width="630" caption="O ministro da Educação, Fernando Haddad. Foto: André Dusek/AE - 16.12.2010"]dusek1612.jpg[/caption] Embora anuncie medidas positivas, como o ensino médio em tempo integral, estendendo- o ao ensino técnico profissionalizante, o ministro ...

Ler post
sábado 08/01/11 21:00

Embrapa fica onde está para não piorar conflito entre PMDB e PT

Coube a Michel Temer o papel de articular junto à presidente Dilma Rousseff e ao chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, o adiamento das nomeações para os cargos de segundo escalão para o fim do mês. O objetivo é ganhar tempo a fim de aprofundar o diálogo e serenar os ânimos mais exaltados. Uma das propostas que deixou peemedebistas de cabelos em pé, mas que não se concretizará, partiu do ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, que cogitou trazer para sua ...

Ler post
sábado 08/01/11 20:00

Disputa pela presidência agrava crise do DEM

didasampaio2212.jpg

Maciel, alternativa de Bornhausen para vencer Maia. Foto: Dida Sampaio/AE - 22.12.2010

É o ex-senador Marco Maciel (PE) o nome da preferência de Jorge Bornhausen (SC) para a presidência do DEM, a partir do próximo dia 15, quando o partido escolhe o sucessor do deputado Rodrigo Maia (RJ). Até o dia 13 a ala sob sua liderança deverá sacramentar essa opção, que depende ainda de um sim de Maciel. O DEM vive a ...

Ler post