camilatuchlinski

29 Julho 2016 | 08h13

Quanto custa um misto quente? Depende do lugar, mas, se você fizesse em casa, não sairia mais de R$ 2. Para a gestão da prefeitura de Sobral, no Ceará, o lanche pode custar muito, mas muito caro. Sobretudo quando a administração gastou R$ 2,4 mil em cada uma das 10 sanduicheiras que, nas lojas de eletrodomésticos, custam aproximadamente R$ 50.

Os dados foram contabilizados pelo Tribunal de Contas do Estado, que investiga licitação de R$ 24 mil para a compra dos produtos. Há dois anos, a gestão municipal usou verba do Fundef – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental. A Secretaria Municipal de Educação garante que seguiu rigorosamente o que preveem as leis federais, nas quais está determinado que “a empresa vencedora deva ser aquela que apresentar a proposta de menor valor global do lote, e não especificamente a de um item isolado”. Isso significa que as outras concorrentes do pregão ofereceram sanduicheiras mais caras? Só se fossem equipamentos com acabamento em ouro! Mas a nota da prefeitura de Sobral vai além: “Desta forma, a Secretaria de Educação homologou o processo, já que este se referia a mais econômica proposta do valor global do lote”.

Diante da apuração do Tribunal de Contas do Ceará, o prefeito Veveu Arruda, do PT, disse que determinou uma instauração de inquérito administrativo para apurar os fatos.

Sobral é uma das maiores cidades do Ceará. Mesmo assim, amarga grave crise financeira. Enquanto 800 moradores sofrem com falta de água por causa de um defeito na bomba de um poço, pois a prefeitura alega não ter dinheiro para recuperar o equipamento (a um custo de R$ 800), o Legislativo local não fica atrás na gastança não.

A Câmara Municipal pagou R$ 7 mil por dois (isso DOIS) cartuchos para impressora, da marca HP Deskjet. Os vereadores também compraram oito computadores, quatro impressoras, três laptops e sete nobreaks. O gasto desta ‘cesta de compras’ foi de R$ 49.080. Quase cinquenta mil reais! Bem, com o preço dos dois cartuchos, daria para comprar dois notebooks.

O Tribunal de Contas do Município garante que vai analisar as contas públicas. Está na hora de o Ministério Público do Ceará entrar em ação. A população de Sobral agradece.