Câmara no Seu Bairro

Camila Tuchlinski

02 Outubro 2015 | 08h26

A cada quatro anos, nós elegemos os vereadores que farão parte da Câmara Municipal da nossa cidade. Somos sufocados pelas propagandas eleitorais em rádio, TV, por ‘santinhos’ espalhados pelas ruas, etc, etc, etc. Vamos às urnas, muitas vezes sem pensar muito sobre o candidato que ganhará nosso voto. Por vezes, na maior das esperanças, votamos em alguém conhecido do bairro, que dificilmente vai vencer.

De toda forma, existe uma chance de acompanhar, pelo menos em parte, o trabalho dos vereadores de São Paulo. Existe um programa chamado ‘Câmara no Seu Bairro’ na cidade de São Paulo. O objetivo é aproximar os moradores do Legislativo e conhecer de perto as demandas da população. Essa proposta segue as diretrizes do Ato 1293/15 que prevê que os vereadores realizem um pequeno expediente para expor as suas ideias e permite que os munícipes se manifestem por meio de uma Tribuna Popular sobre assuntos de interesse local e para melhorias do bairro.

Dezenove subprefeituras receberam o evento e outras 13 regiões da cidade serão contempladas até o final do ano. A iniciativa começou em março. No entanto, na primeira sessão realizada no Campo Limpo, na Zona Sul, dos 55 vereadores, apenas 18 compareceram. Já os moradores do bairro lotaram o local. Cada evento custa R$ 40 mil aos cofres públicos. Não é muito barato não…

No último sábado, dia 26, a “Câmara no Seu Bairro” visitou a região da Brasilândia e Freguesia do Ó. Os assuntos mais recorrentes na tribuna popular – montada no ‘CEU Jardim Paulistano’-, foram falta de espaços de cultura, esporte e lazer, além da regularização fundiária e áreas para moradias populares.


O próximo encontro do projeto será amanhã, 3 de outubro, na Subprefeitura da Mooca, na zona Leste. No próximo dia 23, será a vez da Penha. Durante o primeiro semestre de 2015, mais de 7.000 pessoas participaram das sessões.  Foram mais de 2.000 demandas, destacando-se os pedidos relacionados à saúde, urbanismo e educação. Avança, democracia!