TRE cassa mandato e torna inelegível por oito anos prefeito de São José dos Campos

TRE cassa mandato e torna inelegível por oito anos prefeito de São José dos Campos

Carlinhos Almeida, do PT, e seu vice, Itamar Coppio, foram condenados por 'uso indevido dos meios de comunicação' na campanha de 2012; cabe recurso

Fausto Macedo e Julia Affonso

15 Dezembro 2016 | 19h12

Carlinhos Almeida. Foto: PT Alesp

Carlinhos Almeida. Foto: PT Alesp

O prefeito de São José dos Campos – maior cidade do Vale do Paraíba (SP) -, Carlinhos Almeida (PT), e seu vice, Itamar Coppio, tiveram seus mandatos cassados por ‘uso indevido dos meios de comunicação’. A decisão foi tomada por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, na sessão desta quinta-feira, 15. A Corte declarou o prefeito e o vice inelegíveis por oito anos. Cabe recurso.

O Tribunal modificou a sentença de primeiro grau, que considerou a ação improcedente, e aplicou, ainda, a pena de inelegibilidade.

As informações foram divulgadas pela Coordenadoria de Comunicação Social do TRE (Processo nº 87795).

Carlinhos Almeida foi eleito em 2012 pelo PT com 180.794 votos (50,98% dos votos válidos). Nas eleições 2016, Almeida ficou em segundo lugar na disputa pela Prefeitura de São José dos Campos.

Segundo o julgamento, durante a campanha eleitoral de 2012, Carlinhos Almeida e Itamar Coppio, então candidatos, ‘foram beneficiados por propagandas veiculadas em televisão e jornal, pagas por empresas locais, além de terem suas candidaturas enaltecidas em programa de rádio’.

Os magistrados concluíram ‘haver manifesta promoção de propaganda irregular que, de maneira dissimulada, foi capaz de influenciar na liberdade de escolha dos eleitores’.
A relatora do processo, juíza Claudia Lúcia Fonseca Fanucchi, ressaltou que a condenação pela conduta ilícita ‘independe de ciência e participação do candidato, ou da existência de vínculo com os autores, desde que evidenciado no caso concreto que aqueles atos tiveram o condão de desequilibrar a disputa eleitoral’.

“Comprovado o uso indevido dos meios de comunicação”, a Corte decidiu pela cassação do prefeito e de seu vice, além de declarar ambos inelegíveis por oito anos.

COM A PALAVRA, A PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Nota

O prefeito permanece no cargo, já que cabe recurso à decisão no TSE. Carlinhos afirma não ter cometido nenhuma irregularidade na campanha de 2012, tanto que a mesma ação foi julgada improcedente por duas vezes em 1.a instância.

Mais conteúdo sobre:

Carlinhos Almeida