Sérgio Cabral voa para o Rio

Sérgio Cabral voa para o Rio

Ex-governador está sendo transferido sem algemas de Curitiba para a Cadeia Pública de Benfica

Fábio Grellet/RIO

11 Abril 2018 | 18h01

Na foto, Sérgio Cabral deixa o presídio de Benfica, no Rio, e entra no camburão para seguir para o aeroporto. Foto Domingo Peixoto /Agência O Globo

Rio, 11/04/2018 – O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB), preso desde 17 de novembro de 2016 e condenado por liderar um esquema de corrupção no Estado do Rio, voltou nesta quarta-feira (11) para o Rio de Janeiro, após quase três meses cumprindo pena no Paraná.

Um dia após decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que o autorizou a voltar a cumprir a pena no Rio, ele deixou durante a tarde o Complexo Médico Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e desembarcou no aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador (zona norte do Rio), por volta das 19h45.

Cabral passou pelo Instituto Médico Legal (IML), onde fez exame médico, e foi conduzido por volta das 21h para a Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, conhecida como Bangu 8, no complexo penitenciário de Gericinó (zona oeste). O próprio STF havia informado que o ex-governador ficaria preso na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica (zona norte), onde ele já tinha estado detido e, segundo o Ministério Público Estadual, havia recebido benefícios irregulares.

Essas benesses foram uma das razões que fundamentaram o pedido do Ministério Público Federal para que Cabral fosse transferido para o Paraná. O juiz federal Sérgio Moro ordenou a transferência, que ocorreu em 18 de janeiro. Nesta terça-feira, a Segunda Turma do STF autorizou, por três votos a um, que Cabral voltasse a cumprir pena no Rio.

Na noite desta quarta-feira, a secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap) informou que Cabral iria para Bangu 8 e não para a cadeia de Benfica. Quando foi preso, em novembro de 2016, o ex-governador já havia permanecido inicialmente em Bangu 8.