Receita acha cobras vivas dentro de meias no aeroporto de Guarulhos

Receita acha cobras vivas dentro de meias no aeroporto de Guarulhos

Animais vinham da Europa e foram entregues ao Ibama

Julia Affonso e Mateus Coutinho

01 Dezembro 2016 | 09h24

 

meias com cobras

Foto: Receita Federal

Foto: Receita Federal

A fiscalização aduaneira da Receita Federal na Alfândega do Aeroporto de Guarulhos (SP) encontrou duas cobras vivas, da espécie píton, dentro de meias. Os animais estavam em remessas expressas vindas da Europa.

O flagrante ocorreu no dia 19 de novembro. As informações foram divulgadas pela Comunicação Social da Receita nesta quinta-feira, 1.

Segundo a Receita, ao abrir uma das remessas separadas para conferência, foram encontradas duas meias lacradas.

“Uma delas estava se mexendo. Após uma pequena abertura nessa meia, observou-se que havia um animal vivo dentro dela”, diz nota da Receita.

Após a descoberta, a equipe de segurança da empresa de courrier e um servidor do Ibama do aeroporto fizeram a conferência da remessa expressa com a auditora-fiscal. Dentro das meias detectou-se a presença das duas cobras escondidas na remessa.

As cobras foram entregues ao Ibama, que solicitou o auxílio da Polícia Federal para fazer uma entrega controlada da carga e prender o destinatário da remessa por tráfico ilegal de animais.

Mais conteúdo sobre:

Receita Federal