1. Usuário
Fausto Macedo
Assine o Estadão
assine
Fausto Macedo

Fausto Macedo

Repórter

EM ALTA

Lula

Promotoria diz ter provas contra Lula de ocultação de patrimônio

Por beatriz bulla, de brasília

23/01/2016, 18h36

   

Ministério Público de São Paulo deverá denunciar ex-presidente por triplex no Guarujá da Bancoop/OAS

O ex-presidente Lula, que mantinha relações diretas com o presidente da OAS Léo Pinheiro. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O ex-presidente Lula, que mantinha relações diretas com o presidente da OAS Léo Pinheiro. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O Ministério Público do Estado de São Paulo vai denunciar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher, Marisa Letícia, por ocultação de propriedade. Os promotores acreditam ter reunido provas suficientes para comprovar o casal é dono de um triplex reformado e mobiliado pela OAS no Guarujá, litoral paulista.

A OAS é uma das empreiteiras envolvidas na Lava Jato. De acordo com um dos promotores responsáveis pela investigação ouvido pelo Estado, o entendimento do Ministério Público é de que o imóvel no Guarujá é a “evidência material” mais visível da ligação de Lula com os empresários denunciados e condenados na operação.

Reportagem da revista Veja cita que teve acesso a um documento que embasa a denúncia que será oferecida contra Lula e que nele há provas de que o ex-presidente é proprietário do tríplex.

Conserino afirmou à revista que, além de Lula, a mulher dele, Marisa Letícia, também será denunciada. Eles serão chamados a depor, diz o promotor.

A construção do prédio em que fica o triplex foi assumida pela OAS depois da falência da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop). Isso teria ocorrido depois de um pedido de Lula a Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira condenado pela Justiça com base nas investigações da Operação Lava Jato.

Pelo tríplex , Lula deverá denunciado pelo Ministério Público por ocultação de propriedade. A denúncia contra o ex-presidente decorre da investigação de fraudes em negócios realizados pela Bancoop, informa a reportagem da revista.

COM A PALAVRA, O INSTITUTO LULA
O Instituto Lula, presidido por Paulo Okamotto, afirma que o promotor Cássio Conserino “violou a lei e até o bom senso ao anunciar, pela imprensa, que apresentará denúncia contra o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, antes mesmo de ouvi-los”. “Os advogados do ex-presidente examinam as medidas que serão tomadas diante da conduta irregular e arbitrária do promotor”, afirma a assessoria.

(Visited 12 time, 1 visit today)

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.