Procuradoria pediu bloqueio de R$ 7,3 mi de alvos da Lava Jato 47

Procuradoria pediu bloqueio de R$ 7,3 mi de alvos da Lava Jato 47

Entre os investigados está o ex-gerente da Transpetro, José Antônio Jesus, preso temporariamente sob suspeita de receber vantagens indevidas e repassar ao Partido dos Trabalhadores

Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Luiz Vassallo

21 Novembro 2017 | 10h37

A força-tarefa da Operação Lava Jato pediu ao juiz federal Sérgio Moro o bloqueio de bens no valor de R$ 7,3 milhões de 3 empresas e 7 investigados por desvios na Transpetro. Entre os alvos da nova fase, deflagrada nesta terça-feira, 21, e batizada de Sothis, está o ex-gerente da subsidiária da Petrobrás, José Antônio Jesus. Os parentes do agente público também são investigados sob suspeita de terem atuado como laranjas nos repasses ao agente público aposentado.

Documento

COM A PALAVRA, O PT

Mais uma vez a Lava Jato busca os holofotes da mídia para fazer acusações ao PT, sem apresentar fatos para comprovar o que diz. A cada dia fica mais claro que os procuradores de Curitiba se desviaram do combate à corrupção para fazer guerra judicial e midiática contra o partido.

O PT não tem qualquer participação nos fatos investigados e tomará as medidas judiciais cabíveis diante das condutas levianas e ilegais de quem acusa sem provas.

Assessoria do Partido dos Trabalhadores

COM A PALAVRA, JOSÉ ANTONIO JESUS

A defesa do ex-gerente da Transpetro e de seus familiares não foi localizada.O espaço está aberto para manifestação.

COM A PALAVRA, TRANSPETRO

A Transpetro informa que vem apurando denúncias de irregularidades em contratações da companhia envolvendo o ex-funcionário José Antônio de Jesus. Todas as informações obtidas nas apurações foram encaminhadas ao Ministério Público Federal e demais órgãos competentes.
A Transpetro reitera que é vítima nestes processos e presta todo apoio necessário às investigações da Operação Lava Jato.

COM A PALAVRA, SIRIUS

A reportagem entrou em contato com a empresa. O espaço está aberto para manifestação.

COM A PALAVRA, JRA TRANSPORTES

A reportagem entrou em contato com a empresa. O espaço está aberto para manifestação