Procuradoria e Igreja no Maranhão buscam 50 mil adesões ao ’10 medidas contra a corrupção’

Procuradoria e Igreja no Maranhão buscam 50 mil adesões ao ’10 medidas contra a corrupção’

Ministério Público Federal e Igreja Batista do Angelim firmam parceria na campanha sem precedentes lançada a partir da Operação Lava Jato

Fausto Macedo e Ricardo Brandt

30 Outubro 2015 | 11h32

 

10medidascorrupcao

O Ministério Público Federal no Maranhão participou, na noite desta quarta-feira, 28, de um encontro com mais de 700 membros da Igreja Batista do Angelim (IBA) para compartilhar as propostas da campanha 10 Medidas Contra a Corrupção, lançada pela instituição a partir da Operação Lava Jato.

O procurador-chefe do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), Juraci Guimarães Júnior, conversou com a congregação por cerca de 40 minutos e apresentou as principais propostas da campanha. Ele falou sobre os números da corrupção no Brasil e alertou que a impunidade incentiva o comportamento corrupto no país.

[veja_tambem]

A Igreja Batista do Angelim, que tem quase 7 mil membros, buscou o MPF/MA e apoiou a campanha lançando a meta de coletar 50 mil assinaturas. Para um dos pastores da igreja, Rodrigo Arrais, que também é advogado, essa é uma meta ousada, porém, um projeto importante para o futuro do país. “Sabemos que não é fácil, mas nos movemos pela fé e pela certeza de que esse é um projeto importante para nossa nação. Eu sou pai e quero deixar um Brasil melhor para minhas filhas e esse é um caminho, então é orar e trabalhar!”

A campanha 10 Medidas contra a Corrupção é uma iniciativa sem precedentes do Ministério Público Federal. Ela foi criada a partir da Operação Lava Jato. Procuradores da República que integram a força-tarefa para o combate ao esquema de cartel de empreiteiras e propinas que se instalou na Petrobrás entre 2004 e 2014 lançou o projeto com objetivo de reunir 1,5 milhão de assinaturas – a exemplo da Ficha Limpa, esse volume de adesões chegou ao Congresso que aprovoou a lei.

Juraci Guimarães ressaltou a importância da participação popular na campanha e incentivou a busca por assinaturas para a aprovação do projeto. “Nós acreditamos que o combate efetivo da corrupção demanda medidas muito drásticas, conseguidas apenas com o apoio de toda a sociedade.”

Campanha 10 Medidas contra a corrupção

O Ministério Público Federal (MPF) começou a colher, em todo o Brasil, assinaturas de cidadãos que apoiam dez medidas para aprimorar a prevenção e o combate à corrupção e à impunidade. O MPF tem como objetivo coletar 1,5 milhão de assinaturas para apresentar o projeto de lei de iniciativa popular ao Congresso. O cidadão pode procurar a unidade do MPF mais próxima de seu domicílio para assinar a ficha de apoio ou imprimir a ficha a partir do site, coletar dados e assinaturas e depois entregar em uma sede do MPF. Em São Luís a sede está localizada na Av. Senador Vitorino Freire, 52 – Areinha.

Acesse www.10medidas.mpf.mp.br