1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Primo de Rose Noronha é exonerado dos Transportes

Lilian Venturini

10 julho 2014 | 16:05

Medida atende ao pedido do Ministério Público, que acusa a ex-chefe de gabinete da Presidência de beneficiar o parente com nomeação

Fausto Macedo e Mateus Coutinho

O Ministério dos Transportes exonerou o primo da ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo Rosemary Noronha. A medida atende ao pedido do Ministério Público Federal, que acusa Rose de ter se aproveitado do cargo para pedir a nomeação de seu parente, Marcelo de Lara Peixoto, para cargo comissionado na extinta Rede Ferroviária Nacional em São Paulo. A informação foi divulgada nesta tarde pelo MPF.

Segundo a Procuradoria da República, e-mails interceptados pela Polícia Federal na Operação Porto Seguro mostram que Rosemary teria pedido a nomeação do primo “com urgência” ao ex-diretor da Agência Nacional de Águas, Paulo Vieira, em 2009. A nomeação de Marcelo ocorreu três dias após a troca de mensagens.

Para a procuradoria, a admissão resultou de troca de favores entre Rosemary e Paulo Vieira e por essa razão “violou os princípios constitucionais da legalidade, da impessoalidade e da moralidade”.

“O Supremo Tribunal Federal já consagrou o entendimento de que a prática do nepotismo viola a Constituição Federal”, afirmou a procuradora da República Thaméa Danelon na recomendação, encaminhada ao Ministério dos Transportes no dia 3 de junho.

A exoneração foi publicada no dia 25 de junho e comunicada ao MPF.