Por que Gilmar soltou o operador do MDB no Senado

Ministro do Supremo afirmou que fatos narrados na representação pelo cárcere preventivo de Milton Lyra são 'distantes'

Da Redação

15 Maio 2018 | 19h47

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou soltar o empresário Milton Lyra, apontado como operador do MDB, em decisão desta terça-feira (15). Ele estava em prisão preventiva desde abril, em razão da Operação Rizoma. Lyra entrou com pedido de liberdade no Supremo em 8 de maio, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manter o empresário na prisão.

Documento