Politica

POLíCIA FEDERAL

Por fim de ‘interferências governamentais’, delegados pedem autonomia para a PF

Campanha pela independência da Instituição será lançada nesta quarta, 9, em Brasília com objetivo de conquistar apoio das ruas e do Congresso para aprovação da PEC 412

Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Julia Affonso

09 Março 2016 | 03h00

policia-federal_em_greve
Os delegados de Polícia Federal lançam nesta quarta-feira, 9, a Campanha pela Autonomia da PF contra a Corrupção. O objetivo da mobilização é conquistar apoio das ruas e, principalmente, do Congresso para aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 412/2009. A PEC 412 confere autonomia à instituição para afastar ‘interferências políticas e governamentais’. Segundo os delegados, a autonomia é garantida pela Constituição.
A campanha será conduzida pela Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF).

A autonomia orçamentária, administrativa e funcional é tema da PEC 412/09, em tramitação na Câmara. Se aprovada a PEC 412, a Polícia Federal vai contar com a mesma autonomia que hoje é conferida à Defensoria Pública e ao Ministério Público.

Palestras, seminários, apoio a eventos esportivos como a Corrida contra a Corrupção, ações em redes sociais e em colégios com o projeto Delegado Federal nas Escolas são atividades previstas para todo o País.

Durante o lançamento da campanha, conduzida pelo presidente da Associação, Carlos Eduardo Sobral, será lida a Carta do Povo Brasileiro ao Congresso Nacional.

O documento expõe os argumentos dos delegados da PF pela aprovação da PEC 412. A carta é subscrita por várias entidades que aderiram à campanha e poderá ser assinada pela população diretamente no site da Associação dos Delegados da PF (www.adpf.org.br)

Mais conteúdo sobre: