Planalto reage e diz que Janot segue em ‘sua marcha irresponsável’

Planalto reage e diz que Janot segue em ‘sua marcha irresponsável’

Em nota, assessoria do presidente Michel Temer, alvo da segunda flechada do procurador-geral, afirma que nova acusação é 'recheada de absurdos', 'realismo fantástico em estado puro'

Luiz Vassallo e Julia Affonso

14 Setembro 2017 | 20h22

Michel Temer. Foto: AFP PHOTO / EVARISTO SA

O Palácio do Planalto reagiu enfaticamente à nova flechada de Rodrigo Janot contra o presidente Temer e diz que o procurador-geral da República segue em ‘sua marcha irresponsável’.

Em nota, a assessoria de Temer alega que Janot age para ‘encobrir suas próprias falhas’.

A assessoria do presidente afirma que, ao admitir depoimentos ‘falsos e mentirosos’, Janot ‘instituiu a delação fraudada’.

A segunda denúncia, avalia Temer, é ‘recheada de absurdos’.

A nota aponta especificamente um trecho da denúncia de Janot submetida ao Supremo Tribunal Federal que sustenta pagamentos ilícitos ao presidente em contas no exterior.

“É realismo fantástico em estado puro.”

“O presidente tem certeza de que, ao final de todo esse processo, prevalecerá preservada a verdade e não mais versões, fantasias e ilações. O governo poderá, então, se dedicar ainda mais em enfrentar os problemas reais do Brasil.”

Mais conteúdo sobre:

Michel Temeroperação Lava Jato