PF prende mulher que perdeu voo e invadiu pista do Aeroporto de Guarulhos

PF prende mulher que perdeu voo e invadiu pista do Aeroporto de Guarulhos

Companhia aérea informou que a servidora pública, que pretendia ir para Salvador, correu risco de ser sugada pelas turbinas da aeronave

Luiz Fernando Teixeira

03 Maio 2018 | 12h23

Imagem ilustrativa. Foto: Divulgação/ A380

Texto atualizado em 5 de maio, às 17h15

Uma mulher foi presa pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira, 3, por invadir a pista do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Ela perdeu o voo para Salvador e quase foi atropelada pela aeronave, que teve os procedimentos de taxeamento interrompidos bruscamente pelo piloto.

De acordo com a PF, funcionários da segurança aeroportuária, que já estavam no encalço da mulher, a abordaram e acionaram os agentes federais, que a conduziram para a delegacia. Uma das testemunhas, que foi responsável pela abordagem da invasora, disse aos policiais que a mulher, que é servidora pública, estava extremamente exaltada e havia agredido um dos funcionários da companhia.

A companhia aérea informou que o embarque para aquela aeronave havia encerrado às 8:30 horas e que o incidente ocorreu cerca de quinze minutos mais tarde, e que havia o risco da pessoa ser sugada pelas turbinas da aeronave que realizava o taxeamento.

Ela assinou um termo circunstanciado e foi liberada mediante o compromisso de comparecer à Justiça quando for intimada.

COM A PALAVRA, O AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO

O GRU Airport informa que o controle de acesso nos portões de embarque, dentro da área restrita do aeroporto, durante o processo de embarque é de responsabilidade das companhias áreas. Ressalta que possui monitoramento por mais de 2 mil câmeras e mantem controle de segurança de acesso em todas as áreas. Esse procedimento é de fundamental importância para apoiar as investigações dos órgãos de segurança que atuam no aeroporto.

O GRU Airport afirma que todo procedimento foi monitorado e que, quando a passageira ultrapassou os limites da área de embarque, foi retirada por equipes de segurança de pátio, próximo a uma ponte de embarque, que não estava em operação no momento do ocorrido. Reforça, ainda, que não havia movimentação de aeronave na ponte onde foi retida.

Assessoria de Imprensa do GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo

Mais conteúdo sobre:

Polícia FederalPolícia Federal