PF prende 3 por dinheiro falso pelos Correios e redes sociais

PF prende 3 por dinheiro falso pelos Correios e redes sociais

Operação Monopoly identifica grupo que adulterava papel-moeda e fazia remessas por correspondência de cédulas de R$ 50 e R$ 100

Fausto Macedo e Julia Affonso

19 Dezembro 2016 | 16h29

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Polícia Federal em São Paulo deflagrou a Operação Monopoly para desarticular esquema de falsificação de papel-moeda e o envio de dinheiro falso pelos Correios. Três pessoas foram presas. Na sexta-feira, 16, os federais apreenderam R$ 100 mil falsos em notas de R$ 50 e R$ 100.

O inquérito foi aberto em setembro de 2016. A PF descobriu que o esquema criminoso ‘disseminava dinheiro falso através de redes sociais a diversos municípios do território nacional’.

Segundo a PF, após falsificar as notas, ‘os investigados faziam a remessa e o recebimento dos pagamentos utilizando-se dos Correios’.

Na operação foram cumpridos três mandados de prisão e dois de busca e apreensão em São Paulo e em Santo André (Grande São Paulo), todos expedidos pela 4.ª Vara Federal Criminal de São Paulo.

A PF informou que os investigados vão responder, na medida de suas participações, pelos crimes de falsificação de papel-moeda e de introdução de moeda falsa no meio circulante. As penas variam de 3 a 12 anos de reclusão e multa.

Mais conteúdo sobre:

Operação Monopoly