PF encerra buscas na casa de Blairo e sai com malote e computador

Operação Malebolge, 12.ª fase da Ararath, põe sob suspeita ministro da Agricultura com base na delação premiada do ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB)

Dida Sampaio e Fábio Serapião/BRASÍLIA

14 Setembro 2017 | 11h01

Foto: Alan Santos/PR

Três agentes da Polícia Federal deixaram há pouco o apartamento do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em Brasília, carregando um malote e uma matriz de computador (CPU). Não há informação se durante a ação o ministro estava na residência, localizada na Asa Sul, área central da capital federal.

A busca e apreensão de documentos e objetos no local ocorreu na manhã desta quinta-feira, 14, no âmbito da Operação Malebolge, 12.ª fase da Ararath, que investiga esquema de corrupção em Mato Grosso.

Blairo é citado na delação premiada do ex-governador do Estado Silval Barbosa (PMDB).


Ao todo, os agentes cumprem mandados em 64 endereços, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nas cidades de Cuiabá, Rondonópolis, Primavera do Leste, Araputanga, Pontes e Lacerda, Tangará da Serra, Juara, Sorriso e Sinop, todas em Mato Grosso, além de Brasília (DF) e São Paulo (SP).

Mais conteúdo sobre:

Blairo Maggi