PF deflagra Operação Default no Ceará

PF deflagra Operação Default no Ceará

Investigação apura esquema instalado no Banco do Nordeste do Brasil, em conluio com empresários, para a obtenção irregular de financiamentos

Julia Affonso e Mateus Coutinho

02 Dezembro 2016 | 13h46

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira, 2, Operação Default, que investiga um esquema instalado no Banco do Nordeste do Brasil, em conluio com empresários, para a obtenção irregular de financiamentos. As operações financeiras teriam sido feitas com a utilização de recursos do Fundo Constitucional do Nordeste.

A Default aponta que o esquema teria burlado normativos de compliance internos do Banco com o intuito de lesar o erário público federal.

Em nota, a Federal informou que são cumpridas ordens judiciais de busca e apreensão e sequestro expedidas pela 15ª Vara Criminal da Subseção Judiciária de Limoeiro do Norte/CE. Estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, 5 cinco mandados de sequestro, ofícios de indisponibilidade de bens aos Cartórios de Registro de Imóveis e Detran, e ainda 10 mandados de intimação.

A investigação teve início em outubro de 2014 para apurar suposto crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, e de organização criminosa.

Participam da operação 57 policiais federais que estão dando cumprimento às medidas cautelares, nos Municípios de Fortaleza, Limoeiro do Norte, Morada Nova e Tabuleiro do Norte, no Ceará, e Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Mais conteúdo sobre:

Operação DefaultPolícia Federal