PF ataca fraude em licitação da Casa da Moeda

PF ataca fraude em licitação da Casa da Moeda

PF suspeita que uma empresa privada tenha sido beneficiada em procedimento destinado à aquisição de equipamentos utilizados na fabricação de cédulas de dinheiro

Julia Affonso e Fausto Macedo

23 Março 2018 | 07h09

Foto: Fábio Motta/Estadão

A Polícia Federal, em parceria com a Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda, deflagrou nesta sexta-feira, 23, uma nova fase da Operação Vícios que investiga irregularidades em licitação da Casa da Moeda.

Em nota, a PF informou que há suspeita de que uma empresa privada tenha sido beneficiada no decorrer do procedimento licitatório destinado à aquisição de equipamentos utilizados na fabricação de cédulas de dinheiro. Equipamentos foram adquiridos pela Casa da Moeda por mais de R$ 300 milhões.

Cerca de 25 policiais federais cumprem 6 mandados de busca e apreensão nos municípios de Rio de Janeiro (capital), São Paulo (capital), São José dos Campos/SP, Itajubá/MG e Brazópolis/MG, contando com o apoio de servidores da Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda.

A PF investiga o possível pagamento de vantagens indevidas para que houvesse interferência na licitação, ocorrida no ano de 2009; de modo a viabilizar o sucesso da empresa na concorrência.

A primeira etapa da Operação Vícios, deflagrada pela PF em julho de 2015, cumpriu 23 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, inclusive em dependências da Receita e da própria Casa da Moeda.

Mais conteúdo sobre:

Polícia Federal