PF apreendeu obras de arte, relógios e munição na Operação My Way

PF apreendeu obras de arte, relógios e munição na Operação My Way

Redação

06 Fevereiro 2015 | 18h09

Por Julia Affonso, Andreza Matais, Fausto Macedo e Ricardo Brandt

A Polícia Federal apreendeu 35 obras de arte, 518 relógios de luxo, cinco veículos de alto valor de mercado, grande quantidade de documentos e notas fiscais e munições na Operação My Way, a nona fase da Lava Jato. Em balanço divulgado nesta sexta-feira, 5, a PF informou que até o momento o valor em dinheiro não foi fechado pela instituição financeira que auxilia na contagem.

Obra de arte apreendida na Operação My Way. Foto: Polícia Federal

Obra de arte apreendida na Operação My Way. Foto: Polícia Federal

Um dos operadores do esquema não foi localizado e é considerado foragido. De acordo com a Polícia Federal, todos os mandados de busca e prisão temporária foram cumpridos. Um dos mandados de condução coercitiva, no Rio, não foi cumprido. A pessoa não foi localizada.

Na casa de um dos operadores, no Rio, foram encontradas munições. Diante da ausência de autorização legal para a posse dos artefatos, o investigado foi preso em flagrante. Ele foi liberado hoje, após o pagamento de fiança.

Na quinta-feira, 5, a Polícia Federal encontrou uma grande quantidade de dinheiro e de objetos de valor na sede da Arxo, empresa fornecedora da Petrobrás investigada pela Operação Lava Jato. Os sócios e o diretor financeiro da empresa tiveram mandados de prisão preventiva expedidos contra eles.

Contagem de notas apreendidas ainda não terminou. Foto: Polícia Federal.

Contagem de notas apreendidas ainda não terminou. Foto: Polícia Federal.

VEJA A CONTAGEM DO DINHEIRO APREENDIDO PELA PF