Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Politica » PF acha 140 kg de cocaína em latas de sardinha tipo exportação em Cumbica

Política

PF acha 140 kg de cocaína em latas de sardinha tipo exportação em Cumbica

Politica

PF acha 140 kg de cocaína em latas de sardinha tipo exportação em Cumbica

Agentes federais em operação conjunta com a Receita no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, encontram droga em latas prontas para serem embarcadas com destino a Moçambique; veja as imagens da apreensão

0

Fausto Macedo e Fernanda Yoneya

23 Fevereiro 2016 | 17h21

Operação conjunta da Polícia Federal e da Receita encontrou 143 quilos de cocaína em latas de sardinha tipo exportação no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/Cumbica.

A PF verificou que a droga estava acondicionada em embalagens plásticas pretas colocadas em caixas da Gomes da Costa, uma marca tradicional e respeitada – líder na produção e comercialização de pescados enlatados.

Os investigadores estão em busca de pistas dos traficantes que pretendiam exportar a cocaína em latas de sardinha. Eles estão convencidos de que o tráfico usou as caixas da Gomes da Costa para não despertar suspeitas, dada a credibilidade da empresa no mercado, com 60 anos de história no Brasil – detentora do maior complexo de recepção e processamento de pescados da América Latina, produzindo diariamente mais de 2 milhões de latas e gerando mais de 2 mil empregos diretos.

FOTOS: DIVULGAÇÃO/PF

FOTOS: DIVULGAÇÃO/PF

 

WP_20160222_041

WP_20160222_035

WP_20160222_034

WP_20160222_029WP_20160222_020

Os policiais federais foram acionados por agentes alfandegários que atuam no setor de Inteligência da Receita e que desconfiarem de duas cargas de sardinhas em lata que seguiria para o exterior. O peso real das latas era incompatível com a descrição contida nos documentos aduaneiros.

A carga foi separada para que fosse inspecionada por um policial que atua com o auxílio de um cão farejador.

Após a indicação positiva do animal para droga as caixas seguiram para o raio x da Receita. Realizados os exames periciais a substância no interior das latas de sardinha foi identificada como cocaína, somando 143 quilos.

O destino da droga era a cidade de Maputo, em Moçambique.

Comentários