No Dia do Bonito Esteticamente, em Petrópolis, servidor tem de desfilar ‘graciosamente’

No Dia do Bonito Esteticamente, em Petrópolis, servidor tem de desfilar ‘graciosamente’

Concurso de beleza estabelecido por nova lei, sancionada pelo prefeito Bernardo Rossi (PMDB), prevê que concorrentes usem qualquer traje, exceto sunga, short ou biquíni

Julia Affonso

24 Novembro 2017 | 14h04

Prefeito Bernardo Rossi à direita. Foto: Prefeitura de Petrópolis

Agora é lei. O servidor municipal de Petrópolis que ‘esteja em pleno exercício de suas funções no Executivo ou no Legislativo’ está apto a participar de um concurso de beleza sempre às segundas sexta-feiras do mês de dezembro. A competição foi sancionada pelo prefeito da cidade serrana do Rio, Bernardo Rossi (PMDB), na terça-feira, 21, e intitulada como o Dia do Servidor(a) Público Municipal “Bonito Esteticamente”.

“Mando, portanto, a todos a quem o conhecimento da presente Lei competir, que a executem e a façam executar, fiel e inteiramente como nela se contém”, ordenou o prefeito.

OUTRAS DO BLOG: + R$ 55 mil em dinheiro vivo em casa são diária de táxi, diz assessor especial de Picciani

+ Filho de Picciani diz à PF que foi ao TCE ‘falar de gado’ com conselheiro

Rua do Carmo, 6, Rio, endereço do comitê de Paulo Melo ‘Pinguim’ e de entrega da propina

Paulo Melo, da propina de R$ 50 mi, diz à PF que sua renda vem de salários, alugueis e peixes

Picciani deixava talão de cheques em branco, relata gerente

É obrigatório desfilar ‘graciosamente’. Os concorrentes podem se vestir como bem entenderem desde que não se apresentem de ‘sunga ou short para homens e maiô ou biquíni para mulheres’.

O projeto foi apresentado pelo vereador Márcio Arruda (PR).

A lei diz ser ‘fundamental’ que o cerimonial da Câmara dos Vereadores de Petrópolis ‘se faça presente’ no evento.

“A prestação de contas do evento será feita por três membros do Poder Legislativo, a critério da Mesa Diretora”, informa a lei.

O concurso de beleza ‘se dará sempre no Teatro Dom Pedro, às 20 horas, na segunda sexta-feira do mês de dezembro para os homens e mulheres, ou eventualmente para um dos dois’. Neste ano, a competição está marcada para 8 de dezembro no Teatro Dom Pedro, importante ponto turístico da cidade.

Segundo a legislação de número 7.587, ‘o servidor será escolhido através de um colegiado formado por dez mulheres em evento exclusivo para tal fim’. A seleção de participantes será feita por uma comissão formada por três membros da Câmara Municipal ou por meio da indicação das secretarias, companhias mistas, legislativo e executivo.

A lei estabelece que ‘o concurso não poderá exceder a dez participantes que receberão um número de 1 a 10, por sorteio’.

“Cada participante colaborará com a venda de dez ingressos. O valor do ingresso será de R$ 20, visto se tratar de evento beneficente. A venda dos ingressos será revertida para três Instituições de Caridade, sendo uma de idosos, uma de deficientes e uma de crianças, a critério das primeiras damas do Executivo e do Legislativo”, indica a legislação petropolitana.

“A entrega do valor apurado às instituições será feito pela 1.ª Dama do município de Petrópolis e pela 1.ª Dama do Poder Legislativo. Se eventualmente houver despesa, será descontada dos ingressos vendidos. As pessoas poderão colaborar em espécie ou com aquisição de ingressos.”

Quem comprar o ingresso, segundo a lei, poderá concorrer ‘três prêmios de vale roupas no valor de R$ 100, que serão sorteados durante o evento’.

Os eleitos ‘Bonitos Esteticamente’ vaõ receber ‘o prêmio na loja cujo nome será anunciado no momento do sorteio’.

“Os três primeiros participantes classificados ganharão medalhas correspondentes à sua colocação e, os demais medalhas de participação. O júri será formado por dez mulheres que farão o julgamento no momento do evento. Apurados os votos, declarar-se-á o resultado dos vencedores”, estabelece a lei.

Mais conteúdo sobre:

PetrópolisPetrópolis