1. Usuário
Fausto Macedo
Assine o Estadão
assine
Fausto Macedo

Fausto Macedo

Repórter

EM ALTA

Lula

Petista entra com habeas para Lula não depor ‘sob ordens prévias de condução coercitiva’

Por Julia Affonso e Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba

09/03/2016, 15h11

   

Presidente do PT de Itaperuna (RJ), Ralph Lichote, protocolou medida no Tribunal Regional Federal da 4ª Região; Instituto Lula afirma que pedido 'não foi perpetrado com o conhecimento ou ciência dos advogados'

Lula esteve em Brasília nesta quarta-feira, 4. Foto: Fernando Bizerra Jr/EFE

Lula esteve em Brasília nesta quarta-feira, 4. Foto: Fernando Bizerra Jr/EFE

Atualizada em 10/03, às 7h21

O presidente do PT de Itaperuna (RJ), Ralph Anzolin Lichote, entrou com um habeas corpus no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lichote, que é advogado, quer que Lula não deponha na ação penal em que é réu o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente, ou em qualquer processo sob ‘ordens prévias de condução coercitiva’.

“O que o PT de Itaperuna pediu foi a concessão de um salvo-conduto para que Lula seja sempre ouvido como qualquer pessoa chamada a depor, sem ordens prévias de condução coercitiva, e que seja anulado o depoimento colhido sob pressão na sala da Polícia Federal do Aeroporto de Congonhas”, afirmou Lichote.

Na sexta-feira, 4, Lula foi alvo de condução coercitiva na Operação Aletheia. O petista prestou depoimento por mais de 3 horas na sala da PF.

Ralph Lichote mantém um blog na internet. Foto: Reprodução.

Ralph Lichote mantém um blog na internet. Foto: Reprodução.

Lula, agora, vai falar em audiência marcada para a segunda-feira, 14. Os advogados de Bumlai pediram, ainda, os depoimentos de outras seis testemunhas, entre elas o ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli.

Bumlai e Lula são amigos desde 2002. A audiência será por vídeo conferência, procedimento adotado em larga escala na Lava Jato e em outros feitos judiciais para agilizar o andamento das ações penais – evita-se longos deslocamentos de testemunhas.

O pecuarista foi preso na Operação Passe Livre, desdobramento da Lava Jato, no dia 24 de novembro de 2015, por envolvimento no empréstimo supostamente fradulento que fez de R$ 12 milhões, em outubro de 2004, junto ao Banco Schahin. O destinatário final do montante foi o PT, segundo o próprio Bumlai.

COM A PALAVRA, O INSTITUTO LULA

O Instituto Lula informou que o ‘habeas corpus (de Ralph Lichote) não foi perpetrado com o conhecimento ou ciência dos advogados do ex-presidente’.

“É um habeas corpus de terceiros, e o Tribunal de Ofício, por saber quem são os advogados do ex-presidente, encaminhou para eles, e quando tiverem ciência do habeas corpus irão se manifestar.”

(Visited 8 time, 1 visit today)

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.