‘Parece que vivemos uma época de desacordo’, diz procurador-geral de Justiça

‘Parece que vivemos uma época de desacordo’, diz procurador-geral de Justiça

Gianpaolo Poggio Smanio, reconduzido ao topo do Ministério Público de São Paulo, tomou posse nesta segunda-feira, 16, e demonstrou em seu pronunciamento preocupação com os cenários no país

Fausto Macedo e Luiz Vassallo

16 Abril 2018 | 20h22

WS1 SANTOS 18/08/2016 – GIANPAOLO POGGIO SMANIO / PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA / ENTREVISTA – EXCLUSIVO – EMBARGADO – POLÍTICA – Entrevista com Gianpaolo Poggio Smanio Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo. FOTO:WERTHER SANTANA/ESTADÃO

O procurador Gianpaolo Poggio Smanio disse nesta segunda-feira, 16, que ‘o momento social em que vivemos é conflituoso’.

Para Smanio, ‘a época em que vivemos parece muitas vezes ser uma época de desacordo’.

“Presenciamos uma insatisfação e um questionamento constante das instituições e dos sistemas que construímos ao longo do tempo.”

Smanio foi reconduzido ao comando do Ministério Público de São Paulo pelo governador Márcio França (PSB), que foi à sua posse nesta tarde.

Ele se reelegeu no sábado, 7, após derrotar com larga vantagem de votos, nas eleições internas, os adversários Valderez Abbud e Márcio Christino.

Smanio vai conduzir a instituição por mais dois anos.

“Todos queremos uma vida livre, justa e socialmente responsável, mas há enorme desigualdade social e sensação de insegurança e incerteza que a todos atinge”, disse o procurador.

Para o chefe do Ministério Público de São Paulo ‘há uma indiscutível vontade de mudança, que já está ocorrendo, sem que tenhamos ainda o distanciamento necessário, para sua exata compreensão’.

Gianpaolo Smanio falou. “Neste momento, todos nós temos responsabilidade de encontrarmos os caminhos de solução pacífica dos conflitos e de mantermos o consenso democrático necessário para o bem do país.”

“Momentos de crise são momentos de avanço.”