Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Politica » Paciente Eduardo Cunha tem ‘aneurisma intracraniano’

Política

Paciente Eduardo Cunha tem ‘aneurisma intracraniano’

Politica

Paciente Eduardo Cunha tem ‘aneurisma intracraniano’

Laudos médicos entregues pela defesa do ex-presidente da Câmara ao juiz Sérgio Moro indicam que peemedebista foi diagnosticado em 2015 e deve passar por análise a cada seis meses

0

Beatriz Bulla, Ricardo Brandt e Fausto Macedo

08 Fevereiro 2017 | 20h36

aneurisma

A defesa do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB) entregou nesta quarta-feira, 8, ao juiz federal Sérgio Moro – dos processos da Operação Lava Jato, em Curitiba – laudos médicos que atestam um “aneurisma intracraniano na artéria cerebral esquerda”.

O ex-deputado revelou o problema ao juiz Sérgio Moro nesta terça-feira, 7, ao ser interrogado pela primeira vez como réu da Lava Jato. Ele está preso desde outubro de 2016, em Curitiba.

Nesta quarta, porém, ele se recusou a se submeter a exames médicos, segundo o Departamento Penitenciário do Paraná.

aneurisma laudo

Sua defesa protocolou na Justiça uma série de laudos indicando que o problema foi identificado em 2015 e que ele deve passar por avaliações periódicas a cada seis meses.

Cunha pediu ainda a revogação de sua prisão ao juiz Sérgio Moro, alegando que ele não oferece mais riscos de fugo ou a ordem pública.

Hoje, o Depen pretendia fazer exames médicos para comprovar a doença, mas Cunha não quis se submeter aos procedimentos. Cartaxo relata que o ex-deputado informou ao corpo médico do Complexo-Médico Penal (CMP) em 21 de dezembro possuir a doença, mas não encaminhou os exames relativos ao diagnóstico do aneurisma.

laudo aneurisma

Doente. O ex-presidente da Câmara alegou estar com uma aneurisma na cabeça e que não consegue tratamento adequado na cadeia. O peemedebista está detido em Curitiba desde outubro de 2016, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no esquema Petrobrás.

“Eu também sofro do mesmo mal que acometeu a ex-primeira-dama Marisa Letícia, aneurisma cerebral. Aproveito para prestar minha solidariedade para a família pelo passamento.”

cranio cunha

Cunha é réu em dois processo com Moro. Na ação em que foi ouvido hoje, o processo está em fase final. Após ouvir os réus, a Justiça abre prazo para as alegações finais da acusação e da defesa, antes de proferir sua sentença.

Segundo ele, o Complexo Médico-Penal, em Pinhas, onde estão preso, não oferece condições de segurança e saúde.

“O presídio onde ficamos não tem a menor condição de atendimento se alguém passar mal. São várias as noites em que presos gritam sem sucesso por atendimento médico, que não são ouvidos pelos poucos agentes que ficam à noite”, argumentou o ex-presidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentarios