Politica

OAB vai ao Supremo contra aposentadoria vitalícia de ex-governadores da Bahia

Plenário do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil quer suspender o pagamento dos benefícios porque entende que 'mandato é transitório'

0

Fernanda Yoneya e Fausto Macedo

02 Fevereiro 2016 | 19h28

O presidente da OAB, Claudio Lamachia

O presidente da OAB, Claudio Lamachia

O Plenário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu, por unanimidade, ingressar no Supremo Tribunal Federal com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o benefício vitalício pago pela Bahia a seus ex-governadores.

Segundo o presidente da OAB Claudio Lamachia, o objetivo da ação é suspender o pagamento dos benefícios, mas não a devolução dos valores já recebidos. “A OAB entende que o mandato é transitório, não sendo admissível privilégios vitalícios a partir dele”, afirma o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil.

O questionamento sobre a aposentadoria vitalícia dos ex-mandatários do Executivo baiano foi levado ao plenário da Ordem nesta segunda,1.

A autorização para o pagamento foi aprovada em 2014 pela Assembleia Legislativa da Bahia como Emenda à Constituição do Estado.

Comentários