1. Usuário
Fausto Macedo
Assine o Estadão
assine
Fausto Macedo

Fausto Macedo

Repórter

EM ALTA

Dilma

‘O senhor não perdeu essa sua alma de pobre’, diz Eduardo Paes a Lula

Por Julia Affonso, Ricardo Brandt, Fabio Fabrini e Fausto Macedo

16/03/2016, 23h40

   

"A minha vida começou com Lula e Cabral. Terminou com Dilma e Pezão. Puta que me pariu!", afirmou o prefeito do Rio

Eduardo Paes é prefeito do Rio. Foto: Wilton Junior/Estadão

Eduardo Paes é prefeito do Rio. Foto: Wilton Junior/Estadão

Conversa entre o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB-RJ), e o ex-presidente, interceptada pela Operação Lava Jato, dá indícios, segundo a Polícia Federal, de que o sítio Santa Bárbara, em Atibaia, é do petista. A propriedade é alvo de investigação da força-tarefa da Lava Jato.

Os procuradores suspeitam que empreiteiras que formaram cartel para esquema de corrupção na Petrobrás entre 2004 e 2014 bancaram reformas milionárias do sítio e também de um tríplex no Condomínio Solaris, no Guarujá. Publicamente e na Justiça, o ex-presidente afirmou que o sítio foi comprado pelo amigo Jacó Bittar (PT), ex-prefeito de Campinas, e registrado em nome do filho Fernando Bittar e de seu sócio Jonas Suassuna – ambos também sócios de um dos filhos de Lula. O objetivo seria propiciar às duas famílias, amigas desde a década de 1970, a conviverem após ele deixar a Presidência.

No relatório de transcrição da conversa, a PF cita a LILS Palestra, empresa do ex-presidente, e afirma. “Em outro momento, Paes fala sobre a titularidade do sítio em Atibaia/SP, dando indícios de que o mesmo pertence de fato à LILS: “Agora, da próxima vez o senhor me para com essa vida de pobre, com essa tua alma de pobre comprando “esses barco de merda”, “sitiozinho vagabundo”, puta que me pariu!”.

Em trecho da conversa, Eduardo Paes e Lula têm a seguinte conversa:

EDUARDO PAES: (Ininteligível) … meu carinho aí, “tamo junto”. Minha solidariedade, vamos em frente
nessa história. Agora, da próxima vez o senhor me para com essa vida de pobre, com essa tua alma de
pobre comprando “esses barco de merda”, “sitiozinho vagabundo”, puta que me pariu!

LULA: (Risadas)

EDUARDO PAES: O senhor é uma alma de pobre. Eu, todo mundo que fala aqui no meio, eu falo o
seguinte: imagina se fosse aqui no Rio esse sítio dele, não é em Petrópolis, não é em Itaipava. É como se
fosse em Maricá. É uma merda de lugar porra!

LULA: (Risos)

EDUARDO PAES: Esse barquinho dele é em São Pedro da Aldeia, Araruama. Não é em Búzios nem
Angra porra!

LULA: (risos) Puta que o pariu!

EDUARDO PAES: É um cafona. O senhor não perdeu essa sua alma de pobre. Isso que é a maior
desgraça que eu tô vendo nesse processo todo porra. (risos)
LULA: É isso. É isso. Mas eu já sabia disso. Tá bom, querido. Obrigado, Eduardo.


paes-lula

paes-lula2paes-lula3paes-lula4

paes-lula5

(Visited 47 time, 4 visit today)

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.