Nuzman chama Pelé na Unfair Play

Nuzman chama Pelé na Unfair Play

Ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) é acusado pelo Ministério Público Federal em desdobramento da Lava Jato

Julia Affonso, Fausto Macedo e Luiz Vassallo

22 Novembro 2017 | 15h24

Pelé. Foto: Fabio Motta/Estadão

O ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, chamou 41 testemunhas de defesa na Operação Unfair Play, desdobramento da Lava Jato. Na lista estão o ex-jogador de futebol Pelé, o ex-jogador de vôlei Bernard Razman e o Príncipe Albert II de Mônaco.

Ao convocar Pelé, a defesa de Nuzman enviou o endereço do estádio da Vila Belmiro, em Santos.

Nuzman encomendou dossiê sobre opositor a ex-secretário da Saúde de Cabral

Vice do COB, 90, está com ‘psicose aguda, totalmente desorientado’, diz defesa

Documento

As 40 testemunhas de defesa arroladas por Nuzman constam da resposta do ex-presidente do COB à denúncia do Ministério Público Federal. Também foram convocados o rei da Holanda, Willem-Alexander, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e o ex-presidente da entidade, Jacques Rogge. Das 40 testemunhas, 20 moram no exterior, em países como Suíça, Israel, Paquistão, Quênia, Índia, Marrocos e Austrália.

Foto: Reprodução

OUTRAS DO BLOG: + PF aponta propina de R$ 2,6 milhões da JBS para Garotinho e Rosinha

Os nomeados de Segovia

Moro é vaiado em congresso de procuradores municipais

Rua do Carmo, 6, Rio, endereço do comitê de Paulo Melo ‘Pinguim’ e de entrega da propina

Além de Nuzman, também foram denunciados pelo Ministério Público Federal o ex-diretor de operações e marketing do COB Leonardo Gryner, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), o empresário Arthur Soares e os senegaleses Papa Massata Diack e Lamine Diack por corrupção. Gryner também foi denunciado por organização criminosa e Nuzman por organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

De acordo com a denúncia, Cabral, Nuzman e Leonardo Gryner solicitaram diretamente a Arthur Soares propina de US$ 2 milhões para os senegaleses Papa Diack e Lamine Diack. O valor garantiria votos para o Rio de Janeiro na eleição da cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Carlos Nuzman chegou a ser preso pela Unfair Play em 5 de outubro. Por ordem do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no dia 19 daquele mês, o ex-presidente do COB foi solto.

Na resposta à denúncia, os advogados Nélio Machado, João Francisco Neto e Guido Ferolla alegam falhas na denúncia contra o ex-presidente COB.

“Esse desconto foi conferido pelo Comitê de Dissolução do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016 que Nuzman sequer integrava”, afirma o advogado João Francisco Neto, do escritório Nélio Machado Advogados.

No documento, a defesa afirma que o Comitê de Dissolução era formado por Sidney Levy, representante da diretoria executiva; Ana Paula Macedo Terra, gerente Jurídica do COB; pelo suplente José Antônio do Nascimento Brito, representante da Diretoria Estatutária Rio 2016; pelo suplente Luiz Henrique Alcoforado, representante do governo federal e Cristhian Cananea Lopes, representante do Município do Rio de Janeiro.

“Na data da deliberação acerca do tema narrado na denúncia, o Comitê de Dissolução aprovou, ainda, outros assuntos. Veja-se que semelhante desconto foi concedido à empresa ‘Hotelaria Carioca’, por critérios analisados no dia da reunião, por diversas pessoas integrantes do Comitê de Dissolução, tudo sem a presença de Carlos Arthur Nuzman”, diz a defesa.

ROL DE TESTEMUNHAS RESIDENTES NO BRASIL

1. Leonardo da Cunha e Silva Espíndola Dias

2. Fernando Dionísio

3. Luiz Henrique Vasconcelos Alcoforado

4. Cristhian Cananea Lopes

5. Edson Arantes do Nascimento

Rua Princesa Isabel, s/n, Vila Belmiro, Santos, São Paulo

6. Luiza Helena Inácio Trajano Rodrigues

7. Edson Figueiredo Menezes

8. Bernard Rajzman

9. Manoel Felix Cinta Neto

10. José Antônio do Nascimento Brito

11. Maurilio Biaggi Filho

12. Sidney Levy

13. Ana Paula Terra

14. Renato Ciuchini

15. Marco Aurélio Vieira

16. Mario Andrada

17. Ana Paula Pessoa

18. Rebecca Virginia Escobar Villagra

19. Carlos Roberto Osório

20. Agberto Guimaraes

21. Mario Cilenti

ROL DE TESTEMUNHAS RESIDENTES NO EXTERIOR

21. Thomas Bach

22. Jacques Rogge

23. Príncipe Albert II de Mônaco

24. Rei da Holanda S.A.R Le Prince D’ Orange

25.Nawal El Moutawakel

26.Syed Shadid Ali

27.General Lasana Palenfo

28.Kipchoge Keino

29.Raja Randhir Singh

30.Nicole Hoevertsz

31.Luiz Alberto Moreno

32.Alex Gilady

33.John Coates

34.Jacqueline Barrett

35.Christophe Dubi

36.Lana Haddad

37.Christophe De Kepper

38.Paquerette Girard Zappelli

39.Pere Miró

40.Gilbert Felli