Moro destaca elementos de que Odebrecht comprou terreno para Instituto Lula

Negócio de aquisição de Imóvel em 2010, em São Paulo, teria a participação de ex-ministro Antonio Palocci, preso na 35ª fase da Lava Jato, o advogado e compadre do ex-presidente, Roberto Teixeira, e o pecuarista José Carlos Bumlai; problemas com prefeitura, inviabilizaram uso do terreno, diz força-tarefa