1. Usuário
Fausto Macedo
Assine o Estadão
assine
Fausto Macedo

Fausto Macedo

Repórter

EM ALTA

Lula

Manifesto ‘pertinente’, diz Lula sobre carta de advogados que atacam a Lava Jato

Por Julia Affonso, Ricardo Brandt e Fausto Macedo

20/01/2016, 13h24

   

Documento assinado por criminalistas, inclusive defensores de réus da Lava Jato, contém pesadas críticas à operação que desmontou esquema de corrupção na Petrobrás; "O PT vai ressurgir como fênix", avisa

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na manhã desta quarta-feira, 20, durante conversa com blogueiros, que é ‘pertinente, atualizado’ o manifesto de mais de cem advogados divulgado na última sexta-feira, 15, nos principais jornais do País. A carta aberta foi assinada por nomes de grande prestígio da área, entre eles defensores de acusados de participarem do esquema de corrupção instalado na Petrobrás entre 2004 e 2014.

O documento dos advogados contém pesadas críticas à investigação que desmontou esquema de corrupção e propinas na estatal e levou para a prisão antigos aliados de Lula, entre eles quadros históricos do PT, como o ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu, e o ex-tesoureiro da legenda, João Vaccari Neto. O manifesto relatou que a Lava Jato ‘se transformou numa Justiça à parte’, e afirmou que ‘o Estado de Direito está sob ameaça’.

Na conversa com blogueiros, Lula citou a carta aberta. “Manifesto pertinente, atualizado, acho que está na hora da sociedade brasileira acordar, exigir mais democracia, direitos humanos, mais respeito.”

Durante o café da manhã, o petista não fez críticas nominais a nenhum investigado do PT na Lava Jato. De maneira geral, o ex-presidente disse que ‘o PT errou’.

“O PT nasceu pra mudar a lógica da política dos partidos tradicionais, não podemos ser como outros partidos. o PT tem feito autocrítica, que apesar do processo de criminalização, o PT errou”, disse. “O PT aprendeu uma grande lição. Espero que os companheiros sejam julgados, sejam respeitados nos seus direitos humanos, julgamento feito com lisura, com isenção, e que o PT siga a sua vida.

Lula afirmou ainda que o ‘PT vai ressurgir como fênix, das cinzas’.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Continuou. “Eu te confesso, por Deus do céu, que estou com muito mais vontade de ir prá periferia nessa campanha (eleições municipais de 2016) que já tive em outras. Muito mais vontade. Fico emocionado. Vamos prá luta. Eu gosto de uma briga e, sobretudo, quando tentam me ofender. O PT saberá fazer Justiça nos seus próprios companheiros, respeitando os companheiros. Mas nós temos que defender quando o companheiro estiver acuado de alguma coisa. Até prova em contrário eu tenho que ser favorável ao meu companheiro. Enquanto não for comprovado, que história é essa do companheiro que cai na água e deixar morrer afogado? Não, eu tenho de ajuda-lo. O PT vai ressurgir como Fenix, das cinzas, muito mais forte, porque eu vou tratar de ajudar, motivar esse povo outra vez. Uni-vos, petistas, em torno da causa nobre, a democracia e da inclusão social.”

(Visited 3 time, 1 visit today)

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.