Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Politica » Lula senta hoje às 10 no banco dos réus da Lava Jato

Política

Lula senta hoje às 10 no banco dos réus da Lava Jato

Lula senta hoje às 10 no banco dos réus da Lava Jato

Em meio à grande expectativa, com mudanças até no trânsito no entorno do prédio da Justiça Federal em Brasília, ex-presidente será interrogado nesta terça-feira, 14, na ação penal em que é acusado por suposta tentativa de obstrução da Lava Jato

0

Julia Affonso, Ricardo Brandt e Fausto Macedo

14 Março 2017 | 05h15

Lula. Foto: Fernando Donasci/Reuters

Lula. Foto: Fernando Donasci/Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será interrogado nesta terça-feira, 14, na Justiça Federal em Brasília. É a primeira vez que Lula senta no banco dos réus da Operação Lava Jato. O depoimento do petista está marcado para as 10hs no processo em que é acusado por suposta tentativa de comprar o silêncio do ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró.

São réus nesta ação, além do ex-presidente Lula, seu amigo, o pecuarista José Carlos Bumlai, o ex-senador Delcídio Amaral (ex-PT/MS), o banqueiro André Santos Esteves, o ex-assessor de Delcídio, Diogo Ferreira Rodriguez, o advogado Edson Siqueira Ribeiro Filho, e o filho de Bumlai, Maurício Barros Bumlai.

Delcídio é um dos delatores da Lava Jato. Ele foi preso em flagrante novembro de 2015, por determinação do Supremo Tribunal Federal. Em troca da liberdade, o ex-líder do Governo no Senado assinou termo de colaboração premiada com a força-tarefa da Procuradoria-Geral da República.

Lula, Delcídio e os outros são acusados de ‘agirem irregularmente para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato’.

O interrogatório de Lula estava marcado para 17 de fevereiro. Após a morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher do petista, ocorrida no dia 3 de fevereiro, o juiz adiou o depoimento do ex-presidente para 14 de março.

A expectativa em torno do depoimento de Lula é excepcional. A audiência vai até provocar mudanças no trânsito no entorno do prédio da Justiça Federal em Brasília. Segundo a Assessoria de Imprensa da Justiça, desde o início da manhã, a W2 Norte (na extensão Pão de Açúcar – Justiça Federal – até a Harley Davidson) estará interditada para o tráfego de veículos.

Curitiba. O outro depoimento de Lula como réu está marcado para 3 de maio, às 14h, desta vez frente a frente com o juiz federal Sérgio Moro, símbolo da Lava Jato. No processo que corre na 13.ª Vara Federal em Curitiba o petista é acusado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Esta será a primeira vez que o petista e Moro ficarão frente a frente na sala de audiência do 2.º andar do prédio da Justiça Federal na capital paranaense.

Neste caso, a denúncia do Ministério Público Federal sustenta que Lula recebeu R$ 3,7 milhões em benefício próprio – de um valor de R$ 87 milhões de corrupção – da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012. As acusações contra Lula são relativas ao suposto recebimento de vantagens ilícitas da empreiteira OAS por meio de um triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo, e ao armazenamento de bens do acervo presidencial, mantido pela Granero de 2011 a 2016.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentarios