Lula ficará preso em prédio construído por empreiteira investigada durante seu governo

Lula ficará preso em prédio construído por empreiteira investigada durante seu governo

Lula ficará em quarto com banheiro no prédio construído em seu governo pela Construtora Schahin, investigada na Lava Jato

Fabio Serapião e Ricardo Brandt

06 Abril 2018 | 14h17

Foto: Fabio Serapião e Ricardo Brandt

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficará preso, em Curitiba, no prédio da Superintendência da Polícia Federal construído pela Schain Engenharia durante seus anos na Presidência da República. O petista foi presidente entre 2003 e 2010.

O prédio fica no bairro Santa Cândida e foi inaugurado em 2 de fevereiro de 2007. Na placa de inauguração, fixada à direita da entrada principal da Superintendência estão gravados os nomes de Lula e do então ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos.

Foto: Fabio Serapião e Ricardo Brandt

Além deles, constam como presentes na inauguração o diretor-geral da PF à época, o delegado Paulo Lacerda, e os diretores da PF do Paraná Alciomar Goersch e Jaber Makul.

Outra placa, pregada no pé da parede à direita da entrada do prédio, mas do lado de fora, revela que a construção ficou por conta da Schain Engenharia, uma das empreiteira investigadas na Lava Jato.

Executivos da empresa, ligados à família Schain, foram presos na operação por causa de desvios em contratos envolvendo navios sonda.

Milton Schain, um dos acionistas da construtora, assinou um acordo de delação em que assumiu ter repassado R$ 500 mil para a campanha de Lula, em 2006, e disse que mantinha uma conta corrente de propina com o PT.

Após o mandado de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro ser cumprido pela PF, o ex-presidente ficará detido em um dormitório com banheiro no quarto andar do prédio.

A sala fica na cobertura do prédio de quatro andares onde as investigações começaram em 2013 e estão armazenados todos os dados da operação. É um cômodo que servia de alojamento para policiais de outras cidades, em missão na capital paranaense, transformado em “cela” para receber o petista.