Lula chega à terra da Lava Jato

Em um monomotor da Polícia Federal, ex-presidente aterrissa no aeroporto Afonso Pena; ele será encaminhado à sala especial na carceragem da corporação no Paraná

Fábio Serapião e Ricardo Brandt, enviados especiais a Curitiba, e Luiz Vassallo

07 Abril 2018 | 22h16

Lula preso aterrissou na terra da Lava Jato. Em um monomotor da Polícia Federal, o ex-presidente da República (2003/2010) chegou ao aeroporto Afonso Pena às 22h11 deste sábado, 7. Uma sala especial na carceragem da corporação, no Paraná, está à espera do petista condenado a 12 anos e um mês de reclusão na Operação Lava Jato. Ele ficará isolado dos demais presos da operação que investiga desvios bilionários na Petrobrás.

Após dois dias entrincheirado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, ele saiu à pé e se entregou às 18h40 deste sábado, 7, à Polícia Federal.

Passou por exame de corpo de delito no serviço médico da Superintendência de São Paulo, no 10ª andar.

De lá, partiu em helicóptero do governo estadual ao aeroporto de Congonhas, onde um monomotor da corporação o esperava.

Às 20h46, o avião decolou para a terra da Lava Jato. Às 22h, ele aterrissou.

Lula está preso.

Mais conteúdo sobre:

LULA [LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA]