Leia o voto de Gilmar que diz sim a Lula

Em julgamento que terminou com o placar de 6 a 5, em outubro de 2016, quando foi firmada a histórica decisão que permitiu prisões após decisões de segundo grau, ele havia sido favorável

Luiz Fernando Teixeira

04 Abril 2018 | 17h25

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes votou, nesta quarta-feira, 4, pela concessão de habeas corpus preventivo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durante seu voto, Gilmar disse ter mudado de entendimento a respeito da execução de penas após segunda instância. “Aqui é notório que era preciso fazer uma revisão, porque estamos cometendo injustiças aos borbotões e estamos fortalecendo um estamento que não há mais contraste”, afirmou.

Mais conteúdo sobre:

Gilmar MendesLulaSTF