Leia a denúncia contra fraudes em fundo de pensão na Greenfield

Procuradoria da República no Distrito Federal acusa ex-diretores da Funcef e empresários de fraudes que oneraram prejuízo de R$ 132 milhões

Fábio Fabrini e Fábio Serapião

18 Setembro 2017 | 17h10

O Ministério Público Federal ofereceu denúncia contra o presidente do fundo de pensão dos servidores da Caixa Econômica Federa, a Funcef, Carlos Alberto Caser, mais nove pessoas – entre elas, diretores da Fundação e empresários – por fraudes em aplicação de R$ 141 milhões do nos empreendimentos Estaleiro Rio Grande I e II.

De acordo com a Procuradoria da República no Distrito Federal, 12 aportes deram prejuízos ao fundo e ‘asseguraram ganhos indevidos aos sócios das empresas WTorre e Ecovix, envolvidas na negociação’. As transações teriam onerado a Funcef em um prejuízo de R$ 132 milhões.

Documento

COM A PALAVRA, WTORRE

“O Grupo WTorre informa que não se beneficiou nos negócios dos Fundos de Investimentos em Participações (FIPs), em especial pelo investimento FIP RG Estaleiros, conforme já foi esclarecido às autoridades competentes.”