Justiça marca interrogatório de Marcelo Odebrecht para 28 de outubro

Justiça marca interrogatório de Marcelo Odebrecht para 28 de outubro

Presidente da maior empreiteira do País, acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, está preso desde 19 de junho

Julia Affonso, Ricardo Brandt, Mateus Coutinho e Fausto Macedo

13 Outubro 2015 | 15h29

Marcelo Odebrecht e outros executivos foram transferidos para o Complexo Médico-Penal. Foto: Félix R/Futura Press

Marcelo Odebrecht foi preso em 19 de junho de 2014. Foto: Félix R/Futura Press

A Justiça Federal marcou para 28 de outubro, às 14 horas, o interrogatório do presidente da maior empreiteira do País, Marcelo Bahia Odebrecht. A audiência será conduzida pelo juiz federal Sérgio Moro, de Curitiba – base da Operação Lava Jato. Marcelo Odebrecht é acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa por envolvimento no esquema de propinas instalado na Petrobrás entre 2004 e 2014.

O empreiteiro está preso desde o dia 19 de junho deste ano, quando foi deflagrada a Operação Erga Omnes, 14ª fase da Lava Jato. Em julho, Marcelo Odebrecht e quatro executivos da companhia – Márcio Faria, Rogério Araújo, Alexandrino Alencar e César Ramos Rocha – ficaram em silêncio na Polícia Federal.

[veja_tambem]

Na semana passada, a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou o mérito do segundo habeas corpus impetrado pela defesa de Marcelo Bahia Odebrecht. Contra o empreiteiro, foi mantida a ordem de prisão preventiva.

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF4, afirmou que a tentativa da defesa de classificar o segundo decreto prisional como artifício para impedir a liberdade de Marcelo carece de razoabilidade. O magistrado ressaltou que foi necessária a segunda decretação que incluísse os fatos novos apurados pela força-tarefa da Lava Jato, ‘tornando possível ao preso apresentar sua defesa na totalidade’.

No dia 28 de outubro, dia do interrogatório do empreiteiro, também serão ouvidos os dirigentes afastados da empresa Marcio Faria e Rogério Araújo, acusados pelos mesmos crimes de Marcelo Odebrecht. Na mesma data terão audiência com a Justiça os executivos Celso Araripe, Eduardo de Oliveira Freitas Filho e o ex-diretor de Serviços da Petrobrás Renato Duque.

Para 21 de outubro, a Justiça Federal marcou as audiências dos delatores Alberto Youssef, doleiro, e Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás. O ex-gerente Executivo da estatal Pedro Barusco prestará depoimento em 22 de outubro.

Os ex-dirigentes da Odebrecht Alexandrino Alencar, César Ramos Rocha e Paulo Boghossian foram intimados para depor no dia 29 de outubro.