1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Judiciário é o poder que menos se democratizou, diz presidente da Ajufe

Lilian Venturini

22 julho 2014 | 17:00

Antônio César Bochenek comenta proposta da Associação dos Juízes Federais do Brasil para a realização de eleições diretas nos tribunais

 por Fausto Macedo e Mateus Coutinho

Há pouco mais de um mês no cargo, o novo presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil, Antônio César Bochenek, vê a necessidade de democratização do Judiciário como um dos desafios a ser enfrentado pela entidade. “O Judiciário é o poder que menos se democratizou nestes 25 anos”, afirmou o magistrado federal.

Bochenek, que venceu a eleição deste ano para presidir a entidade com 57% dos votos, ficará à frente da Ajufe até 2016. Em entrevista ao Estado, ele comentou sobre a proposta de eleições diretas para os tribunais federais e estaduais e  também comentou sobre os recentes episódios envolvendo a prisão preventiva de manifestantes no Rio de Janeiro e o debate sobre a politização da Justiça.

Veja abaixo a íntegra da entrevista: