‘Japonês da Federal’ se aposenta

‘Japonês da Federal’ se aposenta

Agente Newton Ishii, celebrizado por escoltar personagens notórios da Operação Lava Jato, foi merecedor até de marchinha de carnaval

Renato Onofre e Luiz Vassallo

26 Fevereiro 2018 | 17h55

Cândido Vaccarezza. Foto: Cassiano Rosário/Futura Press

Famoso pelas aparições ao lado dos presos mais notáveis da Operação Lava Jato, o agente da Polícia Federal Newton Ishii, o ‘Japonês da Federal’, se aposentou. A portaria com a concessão do benefício foi publicada no Diário Oficial e é datada de 22 de fevereiro. Segundo a PF, ele já deixou o cargo.

+ ‘Japonês da PF’ agora é máscara de carnaval

+ ‘Japonês’ da Lava Jato vira marchinha de carnaval

O empresário Marcelo Odebrecht, o ex-deputado Pedro Corrêa, o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, entre outros alvos da Lava Jato que foram presas na investigação que apura desvios na Petrobrás, estão entre aqueles que foram escoltados pelo ‘Japonês da Federal’ ao cárcere da PF em Curitiba – origem e base da grande investigação.

A máscara do ‘japonês da PF’. Foto: Divulgação

Com a imagem muitas vezes atrelada às ações da Lava Jato, Ishii chegou a inspirar marchinhas e máscaras no carnaval de 2016. “Ai meu Deus, me dei mal, bateu na minha porta o Japonês da Federal”, diz a música.

O agente da PF também tinha suas pendências judiciais. Em 2009, foi condenado por corrupção e descaminho por supostamente facilitar entrada de produtos contrabandeados do Paraguai. O Superior Tribunal de Justiça chegou a referendar a decisão de primeira instância, rejeitando recurso de Ishii.