Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Politica » Janot diz que é ‘imperioso’ investigar Aécio

Política

Janot diz que é ‘imperioso’ investigar Aécio

Politica

AéCIO NEVES

Janot diz que é ‘imperioso’ investigar Aécio

Em manifestação de 41 páginas, procurador-geral alerta que a 'conveniência' de se dar prosseguimento ou não na investigação de autoridade com foro especial perante o Supremo é ato privativo do Ministério Público Federal; Leia a integra do parecer

0

Julia Affonso, Mateus Coutinho e Fausto Macedo

02 Junho 2016 | 05h30

Aécio Neves. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Aécio Neves. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Em manifestação de 41 páginas entregue ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República Rodrigo Janot foi taxativo sobre a necessidade de se dar prosseguimento às investigações sobre o senador Aécio Neves (PSDB/MG).

“Como adiante se demonstrará, o pedido que deu origem à instauração deste inquérito foi devidamente acompanhado não só de notícia de novas provas como também de efetivamente novas provas, suficientes à convicção do Ministério Público Federal de que, para uma completa elucidação dos fatos, faz-se imperioso o prosseguimento das investigações.”

O procurador-geral da República lembrou ainda as outras investigações envolvendo a estatal de energia desde que o delator do mensalão Roberto Jefferson afirmou que existia um esquema de corrução na empresa e apontou que “a conduta de Aécio Neves no que diz respeito ao nominado ‘esquema de Furnas’, a rigor, nunca foi efetivamente
investigada”.

O tucano tem afirmado que as acusações contra ele são “requentadas” e que já foram arquivadas antes.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentarios