1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Instituto dos Advogados critica ‘ato atrabiliário’ de Barbosa

faustomacedo

11 junho 2014 | 20:48

Entidade diz que ‘nem nos anos de chumbo’ advogados foram submetidos a ‘espetáculo degradante’

O presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Técio Lins e Silva, manifestou repúdio nesta quarta feira, 11, à atitude do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, que mandou retirar do Plenário o criminalista Luiz Fernando Pacheco, defensor do ex-deputado e ex-presidente do PT José Genoino (PT/SP), condenado no processo do mensalão.

“Nem nos anos de chumbo os advogados que militaram nos tribunais militares foram submetidos a um espetáculo degradante e humilhante como esse”, protesta Lins e Silva. “Trata-se de uma página lamentável da Justiça brasileira e uma mancha insuportável na historia do Supremo Tribunal Federal.”

Em sessão ordinária, na noite desta quarta, o IAB emitiu a seguinte nota:

NOTA DE REPÚDIO

“O Instituto dos Advogados Brasileiros, por aclamação, na sessão plenária realizada nesta data, adere integralmente à manifestação do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e, igualmente, repudia o comportamento atrabiliário do Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Joaquim Barbosa, pela forma desrespeitosa com que cassou a palavra de um advogado no pleno exercício de sua atividade profissional, retirando-o à força do Plenário da Suprema Corte.

Este lamentável episódio, sem precedentes nem mesmo nos períodos mais obscuros da história de nosso País, macula a magistratura nacional e merece a devida reparação à advocacia e a toda sociedade brasileira.

Rio de Janeiro, 11 de junho de 2014.

Técio Lins e Silva

Presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros”