Fala, Miller

Fala, Miller

Leia a íntegra do relato do ex-procurador da República sob suspeita de interceder em favor do Grupo J&F quando ainda exercia a função no Ministério Público Federal

Julia Affonso e Luiz Vassallo

15 Setembro 2017 | 05h00

Ex-procurador Marcelo Miller na sexta-feira, 8, no Rio. FOTO: FABIO MOTTA/ESTADÃO

O ex-procurador da República Marcello Miller, sob suspeita de agir no interesse do Grupo J&F, controlador da JBS, quando ainda exercia as funções no Ministério Público Federal, prestou um longo depoimento no dia 8 à Procuradoria-Geral da República.

Documento

O depoimento do ex-procurador foi obtido com exclusividade pelo site O Antagonista. Miller conta como conheceu os executivos da JBS, inclusive o diretor jurídico Francisco de Assis e Silva.

Um trecho do longo relato de Miller.

“Que no dia 5 de abril de 2017 o depoente encontrou-se com Francisco de Assis e Silva no Aeroporto de Guarulhos/SP, ocasião em que tiveram uma conversa para discutir a missão do depoente nos Estados Unidos; Que nessa oportunidade Francisco deu ao depoente maiores detalhes sobre a necessidade de contratação do escritório. ocasião em que mencionou sobre o pagamento de propina em diversas situações para diversos agentes públicos. citando desde o Presidente da República a até depulados, passando por senadores, governadores, entre outros; Que na ocasião Francisco informou ao depoente que possuía elementos de corroboração, tais como contratos fictícios, notas fiscais frias, depoimentos e algumas gravações; Que nessa ocasião foi dito que a gravação envolvia o presidente Michcl Temer. o senador Aécio Neves; Que o depoente ficou impressionado com declarações e acabou não perguntando sobre eventuais outras pessoas; Que nesse mesmo dia viajou para os Estados Unidos na companhia da dra. Esthcr para quem o depoente passou o teor da conversa que acabara de ter com Francisco; Que esse fato foi informado ao escritório nos Estados Unidos,”

Mais conteúdo sobre:

Marcelo Milleroperação Lava Jato