Ex-ministro que enfrentou Geddel agora vai dar palestras sobre ética

Ex-ministro que enfrentou Geddel agora vai dar palestras sobre ética

Marcelo Calero, ex-Cultura, se negou, em novembro de 2016, a liberar um empreendimento de luxo no qual emedebista tinha uma unidade, em Salvador

Julia Affonso e Fausto Macedo

27 Fevereiro 2018 | 14h05

Marcelo Calero. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero vai dar palestras sobre ética e integridade. Diplomata do Itamaraty, Calero foi o pivô, em novembro de 2016, da saída do então ministro Geddel Vieira Lima (MDB) da Secretaria Geral de Governo do presidente Michel Temer.

Na ocasião, Calero pediu exoneração após pressão de Geddel pela liberação da construção de um empreendimento de luxo projetado para uma área histórica em Salvador. O então ministro se recusou a ajudar o emedebista, que tinha uma unidade no empreendimento.

O episódio provocou uma crise no governo Temer e acabou citado em conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, em março de 2017. No áudio, o presidente afirmou que Calero fez ‘um carnaval’ no episódio.

“Uma bobagem que ele fez. Bobagem sem consequência nenhuma. O cara (Marcelo Calero) aproveitou para fazer um carnaval”, afirmou Temer, na época.

Marcelo Calero fechou parceria com a empresa Star Palestras e Eventos, com sede em São Paulo.

“O objetivo da palestra é que se possa suscitar um debate franco, que tenha por objetivo não apenas reflexões etéreas, mas, sobretudo, uma análise de nosso próprio comportamento”, afirma.