1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Cooperação jurídica Brasil/Israel permite prisão de 9 por tráfico internacional

segunda-feira 16/06/14

Parceria entre Secretaria de Cooperação Internacional do Ministério Público Federal e polícia israelense derrubou organização

O Ministério Público Federal, por meio da Secretaria de Cooperação Jurídica Internacional (SCI) e da Procuradoria da República em Foz do Iguaçu, contribuiu para a prisão de nove acusados de tráfico internacional de drogas, membros de uma poderosa organização criminosa com atuação no Brasil, Paraguai e Israel.

O pedido de cooperação foi enviado ao Brasil em fevereiro pela adidância da Polícia Nacional de Israel, com sede em Bogotá, na Colômbia.

O procurador regional da República Vladimir Aras, secretário da Secretaria de Cooperação Jurídica Internacional, intermediou o contato da instituição com o procurador da República Ercias Rodrigues, da Procuradoria da República em Foz do Iguaçu (Paraná).

O passo seguinte da operação consistiu na solicitação à Polícia Federal de cópia dos autos e de amostra de um carregamento de cocaína que seria incinerada e acabou servindo para a produção de provas em Israel.

A Polícia israelense recebeu duas amostras lacradas, de 100 gramas cada, da cocaína apreendida e a transportou ao seu país de origem, em coordenação com a Polícia Federal brasileira, e com a devida autorização judicial.

O trabalho resultou na prisão de nove membros da associação criminosa, cinco no Paraguai e quatro em Israel.

Um dos suspeitos, de nacionalidade paraguaia, foi preso em Foz do Iguaçu ao tentar embarcar para a Europa com drogas na bagagem. Ele era procurado tanto no Paraguai quanto em Israel pelo crime de tráfico de drogas.
Os outros quatro membros da organização foram presos com 35 quilos de entorpecente.

A Polícia Nacional israelense, por intermédio do coronel Yaron Ben Davis, enviou carta de agradecimento ao Ministério Público Federal pelo apoio prestado na operação transnacional que mobilizou três países.