À espera de Lula

À espera de Lula

Chefe da Custódia da PF em Curitiba, Jorge Chastalo, diz que corporação está preparada para as 'possíveis escolhas' do ex-presidente

Fabio Serapião e Ricardo Brandt, enviados especiais a Curitiba

06 Abril 2018 | 18h24

FOTO JF DIORIO/ESTADÃO

O chefe da custódia da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, Jorge Chastalo, detalhou na manhã desta sexta-feira, 6, o planejamento para a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele afirmou que a PF está preparada para as ‘possíveis escolhas’ do petista.

Caso o ex-presidente queira viajar até Curitiba em um avião particular, diz Chastalo, a PF vai esperá-lo no aeroporto Afonso Pena para fazer sua remoção até a Superintendência a bordo de um helicóptero.

O agente também explicou que o avião da PF aguarda em São Paulo para levá-lo até Curitiba se a defesa optar pela apresentação na capital paulista.

Se o ex-presidente não se apresentar, segundo Chastalo, ficará a critério da PF ‘executar a medida no momento que achar oportuno’.

Entretanto, segundo o agente, o mandado só deverá ser cumprido após às 18h de hoje.

Segurança. O chefe da custódia falou também sobre a segurança no prédio da PF e a cela onde Lula ficará preso.

“É uma sala comum, uma sala simples, sem maiores detalhes. Sala humanizada, tranquila. Ambiente agradável, mas nada especial”, disse Chastalo sobre a cela.

Segundo o policial, a segurança do prédio da Superintendência foi reforçado para a chegada do ex-presidente e para auxiliar na segurança no entorno do prédio foi acionada uma equipe das forças estaduais de segurança especializada em controle distúrbios civis.