A decisão que manda ‘Maninho’ para a cadeia

Leia a decisão de Débora Faitarone, da 1ª Vara do Juri de São Paulo, que determina a prisão preventiva do ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, o ‘Maninho do PT’, e de seu filho, Leandro Eduardo Marinho, acusados de tentativa de homicídio contra o empresário Carlos Alberto Bettoni em frente ao Instituto Lula

Da Redação

11 Maio 2018 | 20h44

A Juíza Débora Faitarone, da 1ª Vara do Juri de São Paulo, decretou a prisão preventiva do ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, o ‘Maninho do PT’, e seu filho, Leandro Eduardo Marinho, acusados de tentativa de homicídio duplamente qualificado – ‘por motivo torpe e por dificultar a defesa da vítima’ – contra o empresário Carlos Alberto Bettoni, no dia 5 de abril, em frente à sede do Instituto Lula, em São Paulo.

A juíza justifica a prisão ‘para garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal’.