Zveiter evita polemizar com Roberto Jefferson

Zveiter evita polemizar com Roberto Jefferson

Isadora Peron

03 Fevereiro 2018 | 17h54

Deputado Sergio Zveiter

O deputado federal Sérgio Zveiter  (PODE-RJ) confirmou que fez dobradinha com o ex-cunhado da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), Marcus Vinicius, nas eleições de 2010, mas que não lembrava de ter feito campanha em Cavalcanti, bairro na zona norte do Rio.

O Estado mostrou neste sábado que Cristiane é alvo de um inquérito que apura suspeitas de associação para o tráfico durante a campanha eleitoral de 2010. A investigação foi enviada na sexta-feira (2), à Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília, porque Cristiane possui foro privilegiado. No final do ano passado, ela foi escolhida pelo presidente Temer para assumir o ministério do Trabalho.

O inquérito também apura suposto envolvimento no caso do deputado estadual Marcus Vinicius (PTB), ex-cunhado da parlamentar, e três assessores dela na época. Eles são acusados de dar dinheiro a traficantes de Cavalcanti, bairro pobre da zona norte da cidade e uma das bases eleitorais da deputada.


Pelo Twitter, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, pai da deputada, disse estar “assombrado” pela investigação vir a público oito anos depois dos fatos investigados. Ele questionou ainda o fato do inquérito não envolver o nome de Zveiter.

“Por que o nome de Zveiter não consta do inquérito? Por que votou contra o presidente Temer na Câmara (ele foi o relator da denúncia) e contra o impeachment de Dilma?”, escreveu Jefferson.

O presidente do PTB enxerga na acusação à sua filha retaliação do PT por ele ter denunciado o mensalão, primeiro grande esquema de corrupção envolvendo o partido e o governo do ex-presidente Lula. Por ser contra Temer, Zveiter teria sido protegido, suspeita.

Zveiter evitou comentar as declarações do presidente do PTB e disse que, se o seu nome não está no inquérito que investiga a deputada, não haveria porque se manifestar. O deputado também corrigiu uma declaração de Jefferson: ele votou a favor do impeachment.