‘Superpoderes’ de ministério cria mal-estar na base governista

‘Superpoderes’ de ministério cria mal-estar na base governista

.

Luiza Pollo

09 Dezembro 2016 | 05h30

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Não foi apenas o Centrão quem detonou a indicação de Antonio Imbassahy (PSDB-BA) para a Secretaria do Governo. Gerou mal-estar no Planalto a cobrança do PSDB para que a pasta ganhasse superpoderes, entrando em atribuições hoje da Casa Civil.

Era mais desejo do presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), fazer Antonio Imbassahy (PSDB-BA) ministro da Secretaria de Governo do que do próprio deputado.

Dois outros aliados de Aécio são opção para a vaga no lugar de Imbassahy. São os senadores tucanos Antonio Anastasia (MG) e José Aníbal (SP).

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Antonio Imbassahy