As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Secretária vai confirmar versão de José Yunes

Coluna do Estadão

28 Fevereiro 2017 | 07h00

yunes

No depoimento que prestou recentemente à Procuradoria-Geral da República, José Yunes disse que tem como comprovar sua versão de que recebeu o operador Lúcio Bolonha Funaro no seu escritório de advocacia em São Paulo, em 2014. Ele indicou sua secretária como testemunha e disse que ela poderá corroborar sua versão. Yunes afirma que Funaro lhe entregou um “pacote”, a pedido do ministro Eliseu Padilha. O caso foi revelado pela Coluna em dezembro. No “pacote” haveria R$ 1 milhão, proveniente da Odebrecht. Funaro e Padilha negam.

Ex-assessor especial de Michel Temer, José Yunes também disse à PGR que está à disposição para uma acareação entre ele, Funaro e Padilha. Antes mesmo de Funaro desafiá-lo para o confronto.

Observadores privilegiados do caso Yunes/Padilha/Funaro dizem que há dois caminhos: Padilha sair do governo quieto ou atirando. Ele é o único que pode esclarecer quem era o destinatário final do pacote confiado a Yunes.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

SecretáriaJosé Yunes