Ricardo Saud vai pro castigo na Papuda após confrontar agente penitenciário

Ricardo Saud vai pro castigo na Papuda após confrontar agente penitenciário

Andreza Matais

01 Novembro 2017 | 09h36

Ricardo Saud, ex-diretor da JBS

 

 

O ex-diretor da JBS Ricardo Saud foi punido pelo presídio da Papuda por ter confrontado um agente penitenciário ontem após retornar do depoimento à CPMI da JBS. A Coluna apurou que ele ficará dez dias sem direito a banho de sol, sem poder receber a visita de familiares e sem contato com os outros presos.

LEIA MAIS: Geddel, Saud e Funaro promovem barraco na Papuda

LEIA MAIS: Saud diz que foi preso após ‘falar a verdade’

Saud era braço direito do empresário Joesley Batista na JBS. Os dois foram presos no dia 10 de setembro após descumprirem termos do acordo de delação premiada. Joesley, contudo, está preso na superintendência da PF em São Paulo, ao lado do irmão Wesley Batista, acusado também de outro crime.

Procurada, a defesa de Saud não foi localizada.

A Coluna revelou hoje que em nome da CPMI da JBS, o deputado Fernando Francischini (SD-PR) vai propor que a PGR tome novo depoimento de Ricardo Saud. Preso há 51 dias, o ex-executivo da JBS disse reservadamente aos parlamentares que tem mais a falar sobre o dinheiro que repassou a políticos. (Andreza Matais)

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter:
 @colunadoestadao
Facebook:
 facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
 @colunadoestadão