Prefeito eleito de Osasco tem prisão decretada na Operação Caça-Fantasmas

Prefeito eleito de Osasco tem prisão decretada na Operação Caça-Fantasmas

.

Luiza Pollo

07 Dezembro 2016 | 07h15

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook


A Operação Caça-Fantasmas, que investiga desvio de recursos pelos vereadores de Osasco com funcionários fantasmas, virou de pernas para o ar a política local.

A menos de um mês da posse, é incerto se o prefeito eleito Rogério Lins vai assumir a prefeitura, pois só não foi preso porque está fora do País.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Rogério Lins