PGR está propensa a pedir para investigar Dilma

PGR está propensa a pedir para investigar Dilma

-

Coluna do Estadão

28 Abril 2016 | 06h00

 

Brazil's President Dilma Rousseff reacts during a press conference after impeachment proceedings were opened against her by the President of Chamber of Deputies Eduardo Cunha, at the Planalto Presidential Palace in Brasilia, Brazil, Wednesday, Dec. 2, 2015. The speaker of the nation's lower house says he's opening the impeachment process based on accusations that Rousseff's government broke fiscal responsibility laws this year. (AP Photo/Eraldo Peres)

Foto: AP Photo/Eraldo Peres

A Procuradoria-Geral da República (PGR) está muito propensa a pedir para o Supremo Tribunal Federal abertura de inquérito para investigar a presidente Dilma Rousseff. Um dos motivos é o áudio no qual Dilma diz ao ex-presidente Lula que lhe enviaria o termo de posse na Casa Civil para usar em “caso de necessidade”. Outro motivo é a delação do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), que a acusa de ter tentado interferir nas investigações da Lava Jato por meio da nomeação de ministros no judiciário.

Os fatos têm relação com o mandato da petista, condição pela qual ela pode ser investigada.

Mais conteúdo sobre:

Dilma RousseffInvestigação
0 Comentários